Obra da maior Usina Solar da América Latina avança no nordeste

Complexo Fotovoltaico Ituverava começa a tomar forma em pouco mais de 6 meses.

Sendo construída desde dezembro de 2015 pela Enerray do Brasil, a obra do Complexo Fotovoltaico Ituverava começa a ganhar forma. Com capacidade de produção anual de 500 GWh, a maior Usina Solar da América Latina fica localizada na cidade de Tabocas do Brejo Velho-BA e ocupa uma área de aproximadamente 580 hectares.

Esta é uma das maiores usinas e uma obra de grande importância para o Brasil, pois beneficiará cerca de 243 mil famílias, uma vez que a energia produzida em Ituverava será entregue na matiz energética nacional. A obra estimada em 400 milhões de dólares vai ajudar a suprir a demanda constante de energia elétrica no país, que de acordo com estimativas deve aumentar a uma taxa média de 4% ao ano.

Segundo o CEO da Enerray, Thomas Kraus,  a perspectativa para os próximos meses é manter a obra dentro do cronograma. Até o momento ela está evoluindo bem, sem atrasos significantes. “No mês de maio iniciamos a cravação das 133 mil estacas e também a montagem dos mais de 19 mil trackers. Em junho, foram instalados os primeiros conjuntos de módulos fotovoltaicos. O avanço na cravação de estacas, dentro do  prazo previsto, se deve  ao investimento maciço feito pela Enerray em maquinário de última geração, que utiliza inclusive, tecnologia robótica e georeferenciamento por GPS, além do emprego e treinamento contínuo de nossa equipe técnica altamente qualificada e experiente”, explica Kraus.

A previsão é que o Complexo comece a operar ainda no primeiro semestre de 2017.