10
novembro

Geração Distribuída de Eletricidade e seus Impactos Ambientais



geração-distribuída-impactos- ambientais

Nós da Enerray estamos presentes no setor de Geração Distribuída de Energia Solar, pelo mundo, vendo o futuro da geração de energia acontecer hoje.
Mas o que isso significa? Qual a diferença?

Sobre a geração distribuída

A geração distribuída refere-se a uma variedade de tecnologias que geram eletricidade em ou perto de onde será usado, como painéis solares e calor e energia combinados. A geração distribuída pode servir uma estrutura única, como uma casa ou empresa, ou pode ser parte de uma microgrid (uma rede menor que também está ligada ao sistema maior), como em uma grande instalação industrial, uma base militar, ou um grande campus universitário. Quando conectado às linhas de distribuição de baixa tensão da eletricidade, a geração distribuída pode ajudar a suportar a entrega de energia limpa e confiável para clientes adicionais e reduzir as perdas de eletricidade ao longo das linhas de transmissão e distribuição.

No setor residencial, os sistemas comuns de geração distribuída incluem:

  • -Painéis solares fotovoltaicos
  • -Pequenas turbinas eólicas
  • -Pilhas de combustível a gás natural
  • -Geradores de backup de emergência, geralmente alimentados por gasolina ou diesel

Nos setores comercial e industrial, a geração distribuída pode incluir recursos como:

  • Sistemas combinados de calor e energia
  • Painéis solares fotovoltaicos
  • Vento
  • Hidrelétrica
  • Combustão ou cofragem de biomassa
  • Incineração municipal de resíduos sólidos
  • Pilhas de combustível disparadas por gás natural ou biomassa
  • Os motores de combustão alternativos, incluindo geradores de respaldo, que podem ser alimentados por óleo

Geração Distribuída nos Estados Unidos

Os Estados Unidos têm mais de 12 milhões de unidades de geração distribuída, que é cerca de um sexto da capacidade das usinas centralizadas existentes da nação. O uso da geração distribuída aumentou por uma variedade de razões, incluindo:

As tecnologias renováveis, como os painéis solares, tornaram-se rentáveis para muitos proprietários e empresas.

Vários estados e governos locais estão avançando políticas para incentivar uma maior implantação de tecnologias renováveis devido aos seus benefícios, incluindo segurança energética, resiliência e redução de emissões.

Os sistemas de geração distribuídos, especialmente geradores combinados de calor e energia, são usados para fornecer eletricidade durante cortes de energia, incluindo aqueles que ocorrem após tempestades severas e durante dias de alta demanda de energia.

Os operadores da grade podem confiar em algumas empresas para operar seus geradores de emergência no local para manter o serviço de eletricidade confiável para todos os clientes durante horas de pico de uso de eletricidade.

Os sistemas de geração distribuída estão sujeitos a uma combinação diferente de políticas, regulamentos e mercados locais, estaduais e federais em comparação com a geração centralizada. À medida que as políticas e os incentivos variam amplamente de um lugar para outro, a atratividade financeira de um projeto de geração distribuída também varia.
À medida que as concessionárias de energia elétrica integram tecnologias de informação e comunicação para modernizar os sistemas de fornecimento de eletricidade, pode haver oportunidades de aumentar de forma confiável e econômica o uso da geração distribuída.

Geração Distribuída no Brasil em 2017

O Brasil atingiu uma capacidade de geração distribuída instalada de 139,7 MW até meados de julho, de acordo com dados fornecidos pela associação solar local AB Solar.

Dessa capacidade, cerca de 97,5 MW são representados por instalações fotovoltaicas de mini geração (até 75 kW) e geradores de energia solar de microgeração (variando de 75 kW a 5 MW). Cerca de 42% dessa potência instalada vem de sistemas residenciais, enquanto outros 38% vem na forma de instalações comerciais.

No total, 12.293 sistemas de energia foram conectados à rede no Brasil sob o esquema de medição de rede, dos quais 12.171 (99%) são sistemas fotovoltaicos. Cerca de 55,3 MW foram instalados nos primeiros sete meses deste ano. Em 2016, as novas instalações fotovoltaicas de geração distribuída totalizaram 67,9 MW. Isso significa que a capacidade de geração distribuída solar deste ano, se a atual tendência de crescimento for confirmada no segundo semestre de 2017, alcançará níveis de desenvolvimento consideravelmente mais elevados do que em 2016.

Minas Gerais continua a ser o estado brasileiro com o maior volume de capacidade instalada de geração distribuída com 19,6 MW, enquanto o estado do Amapá continua a ser a única região na qual nenhuma capacidade fotovoltaica de tamanho notável já foi registrada.

O aumento dos projetos distribuídos de PV no país coincide com a redução nos custos da tecnologia solar, bem como com uma maior conscientização entre proprietários e pequenas empresas do potencial desta tecnologia.

O regime de medição líquida foi introduzido pelo governo brasileiro em 2012. Mais recentemente, foram oferecidas mais opções de financiamento para este tipo de projeto solar, como ofertas de financiamento específicas vinculadas a programas regionais. Em 2016, o governo brasileiro também apresentou um pacote de medidas para melhorar as condições de medição líquida a nível nacional. As medidas incluem, juntamente com melhores condições financeiras para empréstimos de projetos, um aumento do limite de tamanho para projetos sob medida líquida para 5 MW.

Impactos ambientais da geração distribuída

A geração distribuída pode trazer muitos benefícios para o meio ambiente se seu uso reduzir a quantidade de eletricidade que deve ser gerada em usinas centralizadas, por sua vez, pode reduzir os impactos ambientais da geração centralizada. Especificamente:

  • As tecnologias de geração distribuída de custo efetivo existentes podem ser usadas para gerar eletricidade em casas e empresas que usam recursos de energia renovável, como energia solar e eólica.
  • A geração distribuída pode aproveitar a energia que de outra forma poderia ser desperdiçada, por exemplo, através de um sistema combinado de calor e energia.
  • Ao usar fontes de energia locais, a geração distribuída reduz ou elimina a “perda de linha” (energia desperdiçada) que acontece durante a transmissão e distribuição no sistema de entrega de eletricidade.

Articoli correlati

Em pleno deserto do Saara, Egito constrói a maior fazenda solar do mundo
28 agosto 2018
Panorama atual do mercado fotovoltaico no Brasil
22 agosto 2018
Impacto da microgeração de energia solar nas redes elétricas de baixa tensão
23 julho 2018
A Calculadora de Projetos Fotovoltaicos
10 julho 2018
Aumento na tarifa afeta consumidores que não possuem sistemas fotovoltaicos
4 julho 2018
Projeto de lei visa zerar impostos para energia solar e cria programa de incentivo
29 junho 2018
Governo de São Paulo investe em financiamentos de geração distribuída
19 junho 2018
BNDS amplia programa de financiamento para instalações de painéis solares
7 junho 2018
Preço da instalação de sistema de energia solar fotovoltaica no Brasil
30 maio 2018
Energia solar fotovoltaica atinge novo marco de potência instalada
17 maio 2018
Ministério brasileiro anuncia crédito de R$ 3,2 bilhões para instalação de painéis solares em residências
2 maio 2018
Sistemas de irrigação utilizando energia solar
18 abril 2018
O mercado solar vem aumentando no Brasil
5 abril 2018
O Payback solar mais rápido do Brasil, já tem lugar!
20 fevereiro 2018
Brasil conta com mais de 200 MW em Geração Distribuída
6 fevereiro 2018
Brasil conquista seu primeiro 1GW de energia solar
10 janeiro 2018
1.672 projetos de energia renovável e 48 GW são cadastrados para o Leilão A-4/2018
O novo passo de GD, no Espírito Santo
22 dezembro 2017
Crescente aumento de consumo de energia
Energia Solar Fotovoltaica torna-se fonte de economia, oportunidades e investimentos no Brasil
18 dezembro 2017
Como gastar menos no Horário de Verão
Geração distribuída, como reduzir custos de distribuição e impactos ambientais e sociais.
27 novembro 2017
Geração Distribuída de Eletricidade e seus Impactos Ambientais
10 novembro 2017
Energia solar aponta para redução do custo dos brasileiros em energia elétrica
25 outubro 2017
Soluções tecnológicas e energia limpa. Aposta atual para a agricultura
25 setembro 2017
A geração de energia solar fotovoltaica alcança 100 MW de microgeração e minigeração distribuída no Brasil
18 agosto 2017
Usinas solares proporcionarão para o Brasil menos impacto para o meio ambiente
31 julho 2017
Projetos de energia fotovoltaico tem baixa manutenção e excelente retorno de investimento
17 julho 2017
Energias alternativas são opções para diminuir as emissões de gases do efeito estufa.
28 junho 2017
Mulheres Nas Empresas De Energias Renováveis
23 maio 2017